Girlboss 

Me estudaram,  pegaram o jeito como eu me jogo no chão pra olhar pra vida, copiaram meu senso de humor, o meu desejo de ter liberdade,  de ser dona do próprio nariz, até as roupas dos outros que eu pego pra mim, a forma como ela gosta da cidade e diz que ela é mágica, … Continue lendo Girlboss 

“Introibo ad altare Dei”

Segundas-Feiras agitadas  (eu deveria ter escrito "atípicas") são as melhores. (Vocês decidirão que partes de hoje realmente aconteceram e quais parágrafos apenas incrementam a narrativa.) Acho que tudo começou quando, às 11:30, eu levantei num susto. Chás pra dormir e rivotril são uma combinação pesada.  Acordei às 7, li, voltei a dormir e acordei com … Continue lendo “Introibo ad altare Dei”

“Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é… “

Tomate confitado no azeite; As cores de Van Gogh vistas da janela do ônibus; Uma crônica da Martha Medeiros que fale comigo; Sorriso de gente desconhecida; A poesia de Manoel de Barros; O mar; A chuva da janela do ônibus; Estradas desconhecidas(e vermelhas); O sol entrando pela casa; Páginas amarelas; Canetinhas coloridas; Uma Biblioteca nova; … Continue lendo “Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é… “